Mitos da Privatização – Série com 5 vídeos

Posted on 11/06/2018. Filed under: Filosofia, Finanças, Política | Tags: |

Prezados,

Eleição se avizinha e, provavelmente, haverá algum debate sobre a privatização de empresas públicas. Apesar de a maioria dos candidatos ser contra a privatização, ao menos de setores estratégicos, entendo que o debate está pobre, porque está interditado, desde 1950.

Tratarei de 5 mitos, os quais revelo no primeiro dos 5 vídeos, são eles: 1 – A venda das riquezas nacionais, 2 – A geração de riqueza para o povo brasileiro vem da operação ou do controle?, 3 – Estatais são sempre vendidas a preço de banana? e 4 – A questão estratégica.

Em meu entendimento as pessoas contrárias às privatizações não deveriam basear seus argumentos nos mitos que tratei nos vídeos, pois não fazem sentido.

Podem basear seu interesse em manter as empresas sob controle estatal por vários motivos, a maioria ideológicos.

Por exemplo, pode entender que o orçamento da empresa deverá ficar à disposição do controlador público. Como é na Venezuela ou na Arábia Saudita.

Ou pode achar, por motivo ideológico, que a empresa não deve ser gerida pelo interesse privado do lucro, que não deve buscar a maximização do seu tamanho (valor da firma) e do lucro. Ou seja, não deveria seguir a lógica capitalista.

Não deve JAMAIS usar a Equinor (Statoil) como exemplo, pois a empresa é gerida dentro da lógica capitalista, não mistura seu orçamento com o orçamento soberano norueguês, apenas contribui, com lógica eminentemente financeira e de mercado, para o fundo soberano do seu país (através de impostos e participações, principalmente). Statoil não é PDVSA ou Saudi Aramco, não está à disposição do governo norueguês (que tem 67% das ações), e atua de forma absolutamente capitalista em mais de 30 países, explorando petróleo e gás, com foco no lucro.

Entretanto, não há qualquer sentido em manter a empresa estatal se não for por motivos de cunho ideológico ou de crença anti-mercado ou anti-capitalista.

Isso deverá ficar claro nos vídeos abaixo.

Gostaria que o debate fosse nivelado por cima, por isso fiz os vídeos. Infelizmente, até agora, só vi afirmativas sem argumentos, sem números, sem dados (exceto os pequenos, que representam a lógica de mercado, como o João Amoedo e o Flávio Rocha).

Espero ajudar para elevar o nível do debate.

Seguem os vídeos:

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Make a Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

  • Disclaimer

    Este blog é um ambiente privado para expor opiniões, estudos, reflexões e comentários sobre assuntos ligados a finanças, bolsa de valores, economia, política, música, humor e outros temas.

    Seus objetivos são educacionais ou recreativos, não configurando sob nenhuma hipótese recomendação de investimento.

    O investidor consciente deve tomar decisões com base em suas próprias crenças e premissas. Tudo que lê ou ouve pode ser levado em consideração, mas a decisão de investimento é sempre pessoal. Tanto na escolha de ações para carteira própria, quanto na escolha de gestores profissionais para terceirização da gestão.

    O Autor espera que os temas educacionais do blog possam ajudar no desenvolvimento e no entendimento das nuances do mercado de ações, mas reitera que a responsabilidade pela decisão de investimento é sempre do próprio investidor.

    Sejam bem vindos!

  • Paulo Portinho

    PAULO PORTINHO, engenheiro com mestrado em administração de empresas pela PUC-Rio, é autor do Manual Técnico sobre o Método INI de Investimento em Ações, do livro "O Mercado de Ações em 25 Episódios" e do livro "Quanto Custa Ficar Rico?", os dois últimos pela editora Campus Elsevier.

    Paulo atuou como professor na Pós-graduação de Gestão Social da Universidade Castelo Branco e na Pós-graduação oferecida pela ANBIMA de Capacitação para o Mercado Financeiro.

    Atuou como professor da área de finanças e marketing na Universidade Castelo Branco e no curso de formação de agentes autônomos do SINDICOR.

    Como executivo do Instituto Nacional de Investidores - INI (www.ini.org.br) entre 2003 e 2012, ministrou mais de 500 palestras e cursos sobre o mercado de ações, sendo responsável pelo desenvolvimento do curso sobre o Método INI de Investimento em Ações, conteúdo que havia chegado a mais de 15.000 investidores em todo o país, até o ano de 2012.

    Representou o INI nas reuniões conjuntas de conselho da Federação Mundial de Investidores (www.wfic.org) e da Euroshareholders (www.euroshareholders.org), organizações que congregam quase 1 milhão de investidores em 22 países.

    Atuou como articulista do Informativo do INI, do Blog do INI, da revista Razão de Investir, da revista Investmais, do Jornal Corporativo e do site acionista.com.br. Foi fonte regular para assuntos de educação financeira de veículos como Conta Corrente (Globo News), Infomoney, Programa Sem Censura, Folha de São Paulo, Jornal O Globo, entre outros.

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: