Os governos vão despejar dinheiro na economia. Como financiar esse esforço de guerra? War Bonds?

Posted on 23/03/2020. Filed under: Finanças |

Caros leitores,

Vamos a um debate exploratório sobre possíveis caminhos econômicos de governos do mundo inteiro para financiar os esforços de guerra contra o Coronavírus.

Trilhões de dólares prometidos a todos, de trabalhadores a bancos, de onde virá esse dinheiro?

Será que recriaremos os War Bonds? Ou o empréstimo compulsório da década de 1980?

Make a Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

6 Respostas to “Os governos vão despejar dinheiro na economia. Como financiar esse esforço de guerra? War Bonds?”

RSS Feed for Blog do Portinho Comments RSS Feed

Boa tarde, da uma olhada nisso:

[image: image.png] [image: image.png]

[image: image.png]

Os Italianos já deveriam estar se contaminando com o vírus enquanto ele ainda era desconhecido, através dos portos de Genôva, Trieste, Palermo e Ravena.

Bem provável mesmo.

Bom dia! Qual na sua opinião seria uma aplicação mais segura neste momento, para fazermos caixa (liquidez/reserva de emergência). CDB DI 100% de um grande banco como Itaú, por exemplo, ou um Fundo Selic com taxa zero? Sem previsão do livro aparecer no Kindle USA? Obrigado.

As regras prudenciais permanecem, renda fixa de curto prazo ainda tem menor risco. Minha percepção é que nós nos levamos por um pânico da doença, totalmente justificável, agora seremos levados por outro pânico econômico, também justificável, e faremos um meio termo para não deixar as coisas desandarem em ambos os lados.
Nos EUA só físico mesmo.

Obrigado pela resposta. Só para deixar claro. Quando me referi a Fundo Selic, estava falando de um produto como o BTG PACTUAL DIGITAL TESOURO SELIC FI RENDA FIXA SIMPLES (que é composto somente de títulos públicos) e não uma aplicação no Tesouro Direto.

Sim, é lastreado nos títulos.


Where's The Comment Form?

  • Disclaimer

    Este blog é um ambiente privado para expor opiniões, estudos, reflexões e comentários sobre assuntos ligados a finanças, bolsa de valores, economia, política, música, humor e outros temas.

    Seus objetivos são educacionais ou recreativos, não configurando sob nenhuma hipótese recomendação de investimento.

    O investidor consciente deve tomar decisões com base em suas próprias crenças e premissas. Tudo que lê ou ouve pode ser levado em consideração, mas a decisão de investimento é sempre pessoal. Tanto na escolha de ações para carteira própria, quanto na escolha de gestores profissionais para terceirização da gestão.

    O Autor espera que os temas educacionais do blog possam ajudar no desenvolvimento e no entendimento das nuances do mercado de ações, mas reitera que a responsabilidade pela decisão de investimento é sempre do próprio investidor.

    Sejam bem vindos!

  • Paulo Portinho

    PAULO PORTINHO, engenheiro com mestrado em administração de empresas pela PUC-Rio, é autor do Manual Técnico sobre o Método INI de Investimento em Ações, do livro "O Mercado de Ações em 25 Episódios" e do livro "Quanto Custa Ficar Rico?", os dois últimos pela editora Campus Elsevier.

    Paulo atuou como professor na Pós-graduação de Gestão Social da Universidade Castelo Branco e na Pós-graduação oferecida pela ANBIMA de Capacitação para o Mercado Financeiro.

    Atuou como professor da área de finanças e marketing na Universidade Castelo Branco e no curso de formação de agentes autônomos do SINDICOR.

    Como executivo do Instituto Nacional de Investidores - INI (www.ini.org.br) entre 2003 e 2012, ministrou mais de 500 palestras e cursos sobre o mercado de ações, sendo responsável pelo desenvolvimento do curso sobre o Método INI de Investimento em Ações, conteúdo que havia chegado a mais de 15.000 investidores em todo o país, até o ano de 2012.

    Representou o INI nas reuniões conjuntas de conselho da Federação Mundial de Investidores (www.wfic.org) e da Euroshareholders (www.euroshareholders.org), organizações que congregam quase 1 milhão de investidores em 22 países.

    Atuou como articulista do Informativo do INI, do Blog do INI, da revista Razão de Investir, da revista Investmais, do Jornal Corporativo e do site acionista.com.br. Foi fonte regular para assuntos de educação financeira de veículos como Conta Corrente (Globo News), Infomoney, Programa Sem Censura, Folha de São Paulo, Jornal O Globo, entre outros.

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: