Coronavírus (COVID19) e a Economia Mundial. Autoridades financeiras precisam agir junto com as autoridades médicas e sanitárias!

Posted on 15/03/2020. Filed under: Finanças |

Em 14/03/2020, no início da crise europeia da Pandemia, o que poderiam fazer os órgãos financeiros internacionais para evitar a paralisia do sistema de financiamento e de crédito?

Os governos devem mesmo cuidar das pessoas, evitar mortes e o alastramento são suas prioridades. Paralelamente devemos evitar uma potencial enxurrada de execuções de dívidas e de cláusulas contratuais.

A coordenação entre bancos centrais, comitês de risco, reguladores financeiros, tesouros nacionais e órgãos financeiros multilaterais será fundamental. Não é possível “parar a economia” por alguns meses. Economia é fluxo contratual e os contratos não param, pois as cláusulas não conseguem prever tudo.

Em momentos de estresse grave como esse, não podemos deixar que os contratos se regulem sozinhos, sob o risco de uma cascata de execuções de dívidas sem precedentes. E contra empresas que pararam suas atividades por motivo de força maior e por ordem dos governos. Se quisermos manter a funcionalidade econômica, provavelmente vamos precisar criar regras prudenciais temporárias para que mesmo os estados nacionais não quebrem com a falta de receita orçamentária.

O foco sanitário e médico é prioridade, mas nessa hora os reguladores do sistema financeiro internacional precisam dar sua contribuição de forma proativa. Acho perigoso “esperar para ver”. Pode ser tarde, a economia, como disse, não consegue parar e recomeçar, precisa continuar seu fluxo, ainda que em condições estressantes.

Pense no fluxo sanguíneo do corpo humano. Conseguimos lidar com pequenos trombos e obstruções com remédios e exercícios, mas não conseguimos lidar com obstrução total de canal algum mais importante. É como funciona o sistema financeiro, as vias de crédito e de pagamento precisam ficar desobstruídas, ainda que com calibre menor, para evitar o colapso.

Enquanto isso torçamos para que esse momento terrível passe logo e para que a medicina nos presenteie com soluções engenhosas.

Make a Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  • Disclaimer

    Este blog é um ambiente privado para expor opiniões, estudos, reflexões e comentários sobre assuntos ligados a finanças, bolsa de valores, economia, política, música, humor e outros temas.

    Seus objetivos são educacionais ou recreativos, não configurando sob nenhuma hipótese recomendação de investimento.

    O investidor consciente deve tomar decisões com base em suas próprias crenças e premissas. Tudo que lê ou ouve pode ser levado em consideração, mas a decisão de investimento é sempre pessoal. Tanto na escolha de ações para carteira própria, quanto na escolha de gestores profissionais para terceirização da gestão.

    O Autor espera que os temas educacionais do blog possam ajudar no desenvolvimento e no entendimento das nuances do mercado de ações, mas reitera que a responsabilidade pela decisão de investimento é sempre do próprio investidor.

    Sejam bem vindos!

  • Paulo Portinho

    PAULO PORTINHO, engenheiro com mestrado em administração de empresas pela PUC-Rio, é autor do Manual Técnico sobre o Método INI de Investimento em Ações, do livro "O Mercado de Ações em 25 Episódios" e do livro "Quanto Custa Ficar Rico?", os dois últimos pela editora Campus Elsevier.

    Paulo atuou como professor na Pós-graduação de Gestão Social da Universidade Castelo Branco e na Pós-graduação oferecida pela ANBIMA de Capacitação para o Mercado Financeiro.

    Atuou como professor da área de finanças e marketing na Universidade Castelo Branco e no curso de formação de agentes autônomos do SINDICOR.

    Como executivo do Instituto Nacional de Investidores - INI (www.ini.org.br) entre 2003 e 2012, ministrou mais de 500 palestras e cursos sobre o mercado de ações, sendo responsável pelo desenvolvimento do curso sobre o Método INI de Investimento em Ações, conteúdo que havia chegado a mais de 15.000 investidores em todo o país, até o ano de 2012.

    Representou o INI nas reuniões conjuntas de conselho da Federação Mundial de Investidores (www.wfic.org) e da Euroshareholders (www.euroshareholders.org), organizações que congregam quase 1 milhão de investidores em 22 países.

    Atuou como articulista do Informativo do INI, do Blog do INI, da revista Razão de Investir, da revista Investmais, do Jornal Corporativo e do site acionista.com.br. Foi fonte regular para assuntos de educação financeira de veículos como Conta Corrente (Globo News), Infomoney, Programa Sem Censura, Folha de São Paulo, Jornal O Globo, entre outros.

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: