Sobre as passeatas e as manifestações dos últimos dias. O que ainda não foi dito?

Posted on 19/06/2013. Filed under: Filosofia, Política |

Amigos do Blog desculpem por usar esse espaço, que é essencialmente para desenvolver nossa educação financeira, para outros fins.

O Blog não vai mudar, mas como é meu canal de comunicação mais visitado, quero aproveitá-lo para dizer o que (ainda) não foi dito, a respeito das manifestações dos últimos dias.

Faço isso porque vejo muitas lideranças intelectuais e oposicionistas acuadas e/ou flagrantemente agressivas contra o movimento, vide Reinaldo Azevedo por exemplo.

Não vou falar de política ou fazer apologia, vou tentar, humildemente, dar relevo ao óbvio. Tudo o que vai abaixo é minha opinião, somente. Não trato como verdade absoluta ou panfletária.

O início

Pareceu-me evidente que, de início, o movimento se deu por força de grupos pré-organizados, com ideias trabalhadas e, eventualmente, financiados por estatais, entidades governamentais e/ou ligadas à militância de partidos extremistas. Foram 1.000, 2.000, 5.000 pessoas.

As entrevistas de alguns líderes de movimentos tipo Passe Livre, Juntos.org e outros, deixam claro que eles se organizam há algum tempo e que têm ligação com lideranças políticas e/ou da sociedade civil organizada.

A presença de muitas bandeiras de PCO, PSTU, PSOL e outros partidos de esquerda, de tendência revolucionária (nesse caso significando “tomar o poder à força”), também deram um caráter “organizado” e partidário a essas primeiras manifestações.

Muita gente, incluindo Jabor e o próprio Reinaldo, criticou essa parte do movimento. Eu também. Fortemente até. Mas…

100.000 pessoas nas ruas…

Nessa semana, a coisa me parece ter mudado MUITO em substância. A “Revolta do Facebook”, que já foi ridicularizada pelos políticos algumas vezes (não tiram a b… da cadeira…), parece ter ido para a rua.

A militância de extrema esquerda e outros radicais continuam lá, mas me parece non-sense acreditar que 100.000 pessoas, que fizeram a travessia candelária-cinelândia em paz e com pouquíssimos policiais nas ruas, seja “militância organizada” ou “massa de manobra” de interesses políticos e/ou da “sociedade civil organizada”, como Reinaldo Azevedo quis, e continua querendo “provar”.

Minha visão dos acontecimentos é um pouco diferente da do main stream. Parece-me, realmente, que há uma força ENORME nas ruas, porém sem direção.

Há, FORA DA MILITÂNCIA POLÍTICA, quem odeie o governo, a rede globo, o capitalismo, a copa do mundo, a inflação, o pãozinho a R$ 14,00 o quilo, o boom imobiliário, os políticos, as obras superfaturadas etc.

Não há rumo, mas a força transformadora está lá.

A imprensa, a informação e a “formação”

A mudança na cobertura da imprensa, que na semana passada tratava o movimento como militância e arruaça, e agora trata o como “um Brasil que acorda”, não é só “fruto de observação”, não é só trabalho jornalístico isento, é, principalmente, “vontade” exposta em texto e vídeo.

Essa multidão, que guarda em si a força para transformar, não sabe bem o que é ainda. É tudo ao mesmo tempo. E essa é uma condição que não ajuda no processo de transformação. Mas é um começo!

Ao oferecerem uma “opinião” organizada para descrever o movimento, a imprensa e formadores de opinião ajudam a FORJAR o próprio movimento, a dar-lhe algum direcionamento, a dar-lhe a substância e o espírito de corpo.

As pessoas nas ruas têm uma infinidade de ideias, muitas díspares, sobre o que estão vivendo, o que querem e o que estão conseguindo. E, ao virem nas TVs, ao lerem em seus colunistas prediletos, uma “explicação” e um “direcionamento” para essas questões (quem somos, o que queremos e para onde iremos), podem se reconhecer e se “encaixar” nessas categorias.

Humilde sugestão aos formadores de opinião

A militância política já é experiente em “manobrar” a massa e usar a força transformadora para interesses próprios. Já fazem isso e, volta e meia, ameaçam botar a militância nas ruas.

Aos formadores de opinião, à imprensa e aos pensadores livres, fica minha sugestão de não perder a chance de ajudar a organizar essa EVIDENTE força transformadora.

Debrucem-se, estudem, pesquisem nas redes sociais, opinem, escrevam de forma contumaz, busquem virtudes e ofereçam-nas ao movimento para que este possa se agarrar e se “compreender” e, enfim, mostrar-se organizado.

Afirmar que são baderneiros, que são massa de manobra de governos e movimentos sociais organizados, que infringem leis, que afrontam a constituição é uma simplificação inútil e preguiçosa. Qualquer ser racional sabe que há isso, mas sabe também que não há.

Vejam como oportunidade de mudança.

Não permitam que a militância organizada se infiltre e desvirtue as ideias e os atos dos manifestantes. A maioria é de gente de bem, que está afrontada com os desmandos no país.

Humildemente, amigos formadores de opinião, vejo esse momento como o mais fértil para que as suas ideias de liberdade e cidadania sejam semeadas e formem grandes massas organizadas para evitar que o Brasil continue à mercê de dirigentes cada vez mais afastados da realidade do povo brasileiro.

Se essa oportunidade passar, pode ser que não tenhamos outra.

Make a Comment

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

21 Respostas to “Sobre as passeatas e as manifestações dos últimos dias. O que ainda não foi dito?”

RSS Feed for Blog do Portinho Comments RSS Feed

Olá Portinho. Depois de alguns dias, vamos digerindo melhor os acontecimentos. Mas não me refiro a repensar e ver de outro ângulo, ou com mais otimismo, porque simplesmente não há nem um nem outro. Volltando à metáfora do digerir, há simplesmente aquele lembrete que certos tipos de alimento nos dão, de que foram comidos, indiscutivelmente. Fiúza vai de novo na veia:
http://moglobo.globo.com/integra.asp?txtUrl=/opiniao/plebiscito-em-marte-8844735

Portinho, agradeço a oportunidade de discutir (no bom sentido!) esse assunto aqui, contigo, de debater essas idéias.

Respeito totalmente sua opinião, e é claro que torço para que isso tudo tenha um resultado positivo, mas não estou muito otimista por causa dos ingredientes desse bolo:

– povo insatisfeito;
– povo alienado;
– povo acomodado, com espírito de vítima, de quem pensa que “alguém tem q pagar minhas contas”;
– povo acomodado, mas que pensa estar fazendo um belo trabalho tornando a sociedade sua refém;
– povo manipulável;
– PSOL, PT, MST, MPL, etc

Com esses ingredientes, tenho sim medo do resultado dessa receita, e vejo sim ameaça no que vai sair dessa cozinha.

É o que penso…

Oi Rodrigo. Também estou na torcida. Abraço!

Oi Rodrigo,
Aproveitando seu comentário, vale ressaltar um ponto importante.
A análise de Reinaldo Azevedo está se provando profundamente errada, pois já foi feita há 1 ano, quando tratou da primavera árabe.
Lembro claramente, é só reler seus textos, ele vociferando que a imprensa e os EUA eram imbecis, por acreditar que os motivos eram nobres, querendo democracia e mudanças.
Lembro explicitamente dele dizendo que a irmandade muçulmana estava por trás dos movimentos, e que iria levar o Egito a uma ditadura religiosa.
Agora, os movimentos são muito maiores, muito mais fortes, agressivos até, CONTRA a irmandade muçulmana. Contra a idéia de islamizar ainda mais a vida dos cidadões egípcios.
Ora, a análise dele, aqui do Brasil, contém o mesmo erro de avaliação.
Assim como no Egito, o grupelho mais organizado tentou se aproveitar, outros também vão tentar aqui e lá. Mas o movimento NÃO ERA “DELES”.
O movimento não quer ditadura, não quer fim da política, não quer islamização, não quer gramscismo, não quer comunismo etc.
Quer o óbvio: segurança, saúde, educação, liberdade, qualidade nos serviços, bandido na cadeia etc.
Tanto aqui quanto no Egito. Aliás, em qualquer lugar do mundo.
A profunda agressividade do povo egípcio contra a irmandade muçulmana, mostra que a leitura de Reinaldo estava completamente equivocada.
Assim como está por aqui. Quem quiser se aproveitar, só tem uma chance de conseguir assumir e se manter no poder: realmente melhorar a vida das pessoas em pontos PERCEPTÍVEIS.
Eu lamento que pessoas importantes como ele, formadores de opinião, sejam tão vaidosas que não conseguem assumir que analisaram de forma precipitada e preconceituosa. E continuam sem entender, pois querem encaixar fatos do século XXI em leituras e teorias do século XIX.
O sistema de comunicação do século XXI nos deu condições de exigir diretamente nossos direitos. Vamos aproveitar! Se será virtuoso ou não, depende exclusivamente de nós.

Portinho o que o Reinaldo diz é que as manifestações têm de respeitar o estado de direito, inclusive o de ir e vir. Por que interditar pontes, isolando ilhas, bloquear avenidas importantes, rodovias? Por que não utilizam as praças para seus protestos GENÉRICOS? Para fazer a sociedade refém das aspirações superficiais e atrasadas, como as citadas pelo Fiúza? Contra corrupção, pela saúde e educação? Mais genérico que isso só dizendo “contra o mal”.

Se é contra a corrupção e tudo isso mais, onde estava esse povo quando Dirceu comandava sua quadrilha? E porque não perguntam AGORA porque o bando do Dirceu está LIVRE até hoje? Porque essa multidão não pergunta porque a “presidenta” fez uma faxina no seu gabinete e depois recontratou o mesmo lixo? Porque essa multidão não pergunta ao governo sobre as provas-miojo-nota-10 do enem? Porque não pergunta sobre a educação brasileira, que o PT levou a níves africanos? Porque essa multidão de iluminados não pergunta sobre as maquiagens nas contas públicas? Sobre o controle conveniente da imprensa? Por que tantas TVs de LCDs, carros populares e tanto esgoto a céu aberto? Por que essa multidão não é mais ESPECÍFICA? Por que não perguntam porque um trem-bala de R$100 bilhões ao invés de um transporte público decente? Ao invés de falar sobre saúde melhor, porque não perguntam porque nossos médicos não querem trabalhar nos maravilhosos e bem equipados postos médicos e ambulatórios brasileiros? por que não perguntam por que 6 mil médicos serão importados de Cuba? Não desconfiam que essa ilha-modelo do petismo não deve ser lá essas coisas, e sim uma prisão? Por que não perguntam porque o Brasil está a perder o grau de investimento? Por que não perguntam a Dilmona porque o Brasil é o PAÍS QUE MENOS CRESCE na AL e entre os Brics? Por que não perguntam como seus empregos serão mantidos quando cairmos no buraco que se está cavando? Sabe porque Portinho? PORQUE ESSE POVO NÃO FAZ IDÉIA DE NADA DISSO. ESSE POVO NÃO LÊ JORNAL, NÃO LÊ NADA ALÉM DE FACEBOOK. REPRODUZ IDÉIAS SUPERFICIAIS E ÓBVIAS QUASE COMO PAPAGAIOS.

Eu pelo menos não vi nenhum cartaz sobre esses itens acima; vc viu?

É um milagre se lembrarem da PEC37 (mesmo que somente 2% saiba do que se trata).

Vc não notou que essa estória de constituinte é oportuna para levar esse povo alienado no PAPO? “OH, A DILMA ESTÁ FAZENDO ALGO!!! QUE LÍDER!!!Está tomando providências!!!” Vc acha que seria melhor agora, com uma população ansiosa por alguma ação governamental (mesmo q não entendam bulhufas do que se propõe; alías, justamente por isso), ou quando o povão estava torrando crédito, comprando carros e tudo o mais que o Lulismo recomendava? Quando o povo achava que estava tudo bem é que a esperta canalha do PT não ia se mexer, vc não acha? A CULPA DISSO NÃO É DOS MANIFESTANTES, PORTINHO, ELES SÃO USADOS PELOS GLORIOSOS MANIPULADORES ELEITOS.

Usados e comprados com bolsa-família e crédito fácil. Quem e como vai pagar essa conta? Ah, que papo chato né?

Mas pelo que vc diz dessa vez o povão não engoliu a constituinte! Nem com toda a comoção!! Vc acha que essa palhaçada iria colar em tempos mais tranquilos? Vc acha que a petralha é boba?

“Já está todo mundo pensando pra frente, até o PT, até Dilma.”

Sim! A petralhada tá pensando como vai levar esse povo no seu papo furado em 2014. Bem, mas caso dê tudo errado tem a opção do demiurgo, o apedeuta, o salvador da Pátria! A propósito, porque esse povão reclama dessa Copa e não se lembra que foi o mesmo apedeuta que quase chorou para trazer esse passivo pro Brasil? (sem falar do passivo muito maior, que é a olimpíada)

Esse povão na época quase chorou junto e agora lamenta? E nem se lembra do pai da criança?

Desfecho virtuoso? Eu preferiria que esse barulho todo por nada fosse fora do caminho da sociedade.

Deus nos ajude que seja por nada e não por menos.

Saída para o Brasil, de duas uma: educação de verdade, para tirar as vendas dos olhos e os protetores auriculares dos ouvidos, ou um aeroporto internacional.

E como diz o Fiúza, prestem atenção: entendam logo o que vocês estão fazendo nas ruas, senão suas passeatas em breve estarão no mesmo museu dos escândalos dos quais vocês não tinham a menor idéia.

Um abraço

Caro Rodrigo,
Não vou rebater ponto a ponto, mas você mesmo conseguirá ver que o caminho que tomaram não é útil respondendo a si mesmo:
Toda sua indignação é prejudicada pelo movimento? Toda picaretagem é facilitada pelo movimento? Toda manipulação é facilitada pelo movimento? O movimento facilita o caminho para o bolivarianismo? O caminho do PT até o bolivarianismo é facilitado pelo movimento? José Dirceu está mais próximo da liberdade por causa do movimento? Os políticos estão mais confortáveis com o movimento? A PEC 37 será aprovada por causa do movimento?
Se conseguir refletir sem a influência de terceiros, verá que é evidente que o movimento não facilita a vida de nenhum político. Não facilita a vida do trem bala, não facilita a vida do Itaquerão, não facilita a vida do Eike etc.
É inacreditável que pessoas contrárias ao governo, que alardearam aos quatro ventos que a revolução bolivariana está aí e, em breve, será impossível revertê-la, sejam contrários a uma subversão da ordem que ELES MESMOS consideram nefasta.
Agora, querer que isso se faça com talheres de prata, português castiço e procissões de Nossa Senhora?
Cara, acho até que não é má-fé do Reinaldo, é um dead-lock de vaidade mesmo. Errou, mas não consegue dar o braço a torcer.
Todo o discurso que você fez na sua resposta, não é impactado negativamente EM NADA pelo movimento, ao contrário.
Essa é a única alteração no status quo dos últimos anos.
É a única coisa que aproximou você de ter suas demandas gritadas nos ouvidos dos políticos.
Há, naquele milhão de pessoas nas ruas e nos muitos milhões fora dela, gente que também não aguentar mais picaretagem e corrupção. E não são burros, nazistas, tolos, fascistas, como diz o Reinaldo.
Ficar, como o Reinaldo, pregando que tudo pode dar errado, é inócuo, pois é evidente que pode dar errado. Mas pode dar menos errado do que uma revolução chavista irreversível. Pode dar menos errado do que ter 60% da população votante à base de bolsas.
Pergunte-se de novo: O PT estava tentando nos levar para uma ditadura chavista-bolivariana-gramscista? Responda agora: Por que o movimento facilitaria esse caminho? Que lógica é essa?
O que facilita é povo calado.
Você sabe disso. Ignore Reinaldo, dessa vez ele se perdeu.
Basta ver os últimos acontecimentos. Dilma recuou da constituinte em menos de 24 horas. A PEC 37 vai ser levada a plenário. Há uma enorme correria para fazer alguma coisa acontecer. Depois de anos a oposição, mesmo sem representar ninguém, está com voz ativa, batendo no governo de cima pra baixo.
Eles não estão felizes, eles não estão confortáveis, eles estão atônitos, com medo e sem direção.
Isso é uma análise feita até pelo próprio Reinaldo.
Em que mundo isso é bom para a revolução bolivariana?

Portinho, eu ia escrever umas coisas, mas tem um resumo aqui ó: http://colunas.revistaepoca.globo.com/guilhermefiuza/2013/06/22/revoltados-e-atrasados/

Pode me chamar de pessimista, mas com esse povo brasileiro ALIENADO E MANIPULÁVEL, é mais fácil isso que está ocorrendo piorar nosso país do que melhorar. Um plebiscito bolivariano já foi proposto pela presidenta.

Aguarde o sucesso dele. E me diga, vc, como investidor, investiria na Brazuela? Ou preferiria Brascuba?

Que Deus nos proteja.

Caro Rodrigo, é bastante oportuna sua colocação aqui no Blog, pois me permitirá alertar para a inacreditável covardia de colunistas como Reinaldo Azevedo, Rodrigo Constantino etc…
São pensadores que há quase uma década vêm ilustrando, combatendo, de forma virulenta, o PT, o lulismo, o foro de São Paulo, o bolivarianismo etc…
Quem lê Reinando Azevedo vê o PT como um inimigo fortíssimo, que está preparando o Brasil para uma ditadura bolivariana, meio Gramsci, meio Chávez.
Quem lê esses colunistas têm certeza de que somos fragilíssimos, quase incapazes de mudar as coisas. Cabemos dentro de uma Kombi. Somos 3%.
Lembro do Reinaldo aplaudindo mini-passeatas contra a corrupção e o mensalão. Estive em todas no RJ. Falava: São 200 pessoas. É pouco? Sim, mas é significativo.
Agora, me deparo com violentos ataques às manifestações por parte, exatamente, desses que são responsáveis, em grande parte, pelo clima de indignação que levou o país às ruas.
Usam subterfúgios de retórica para “parecerem” intelectuais e ponderados, mas, na verdade, só estão sendo covardes. Quando mais se precisa de idéias, de rumos, só se ouve: SOMOS CONTRA AS MANIFESTAÇÕES! VOCÊS SÃO UNS VÂNDALOS, FASCISTAS. SAIAM DAS RUAS. RESPEITEM A CONSTITUIÇÃO. RESPEITEM MEU DIREITO DE IR E VIR.
Leia o Reinaldo dos últimos 7-8 dias e verá como ele se refere aos manifestantes.
Caro Rodrigo, eles estão errados, e é fácil provar.
Eles dizem que o PT sempre quis a constituinte. Pois bem, porque agora colocam a culpa nos manifestantes? Eles prefeririam que a constituinte fosse proposta num momento positivo para o Governo? Para que eles conseguissem aprovar seu projeto bolivariano sem qualquer protesto?
Ou sob intenso bombardeio, como agora?
A proposta de Dilma foi trucidada nas TVs e nas redes sociais.
A oposição, enfim, falou de igual para igual com o governo. Peitou. Vc viu o JN de ontem? Parecia até que a oposição tinha voz ativa! Coisa que não vemos desde 2005.
Qual a vantagem de o PT ter proposto agora? Será que é melhor esperar a reeleição de Dilma, com 95% do congresso cooptado?
Outro ponto: Eles dizem que o PT vai querer se aproveitar desse movimento. É mesmo? Isso não seria uma obviedade, uma platitude?
Dizer isso não desqualifica o movimento, pois isso é óbvio. Qualquer governante vai tentar se aproveitar de qualquer movimento popular.
Por fim o que Fiúza escreveu é injusto. É claro que as pessoas não estavam paradas. Essa revolta fermenta há anos na internet. Devemos lembrar que a internet não é uma entidade autônoma, é feita de pessoas.
Já em 2010, a blitzkrieg petista, a soldo, foi dizimada nas redes sociais e nos blogs por gente livre e sem qualquer filiação partidária.
A revolta é antiga e os colunistas citados ajudaram, e muito, a colocar combustível nessa fogueira.
Agora, vergonhosamente, fogem. Fogem e desqualificam a todos os que participam. Generalizam sem perdão.
Devo lembrar que são os únicos que continuam discutindo se a manifestação é justa ou não é. Se deveria acontecer ou se não. Isso é notícia velha, análise de museu.
Já está todo mundo pensando pra frente, até o PT, até Dilma.
Só eles ainda ficam, espantosamente, pedindo para que as pessoas PAREM DE SE MANIFESTAR. (exceto Fiúza, que parece só ter desabafado).
E veja só, independente de qualquer coisa.
Reinaldo quer 300.000 na rua, mas só se for procissão de Nossa Senhora, com missa solene no final.
Rodrigo, não se deixe levar por essas análises. O que está acontecendo no Brasil é uma obra ainda em seu início. Se nos esforçarmos bastante, será possível escrever um desfecho virtuoso.
Abraço!

Ah Rodrigo, faltou colocar o seguinte. Ao chamar Reinaldo Azevedo de covarde, eu não estou sendo indelicado não. Estou pegando leve, porque ele me chamou, e a todos que concordam ou participam das manifestações, de tolos, de fascistas, de vândalos, de desordeiros, de ditadores e de nazistas, entre outros impropérios. Só para deixar uma citação do post dele de 24/06: “Conheço a crítica segundo a qual citar o nazismo como exemplo tende a ser inócuo porque nada se iguala aquilo e coisa e tal… Mas não dá para ignorar: parte dos liberais e dos democratas brasileiros resolveu, nestes dias, se comportar como os liberais e social-democratas da República de Weimar.“. Ele chama a todos, sem excessão, de nazistas e/ou de massa de manobra para o nazismo. Isso sim é ser agressivo.
Chamá-lo de covarde apenas é uma superconcessão de minha parte. Ele merecia palavras mais duras, mas gosto de ser generoso e dar oportunidade para que as pessoas, mesmo as que cometem severas injustiças intelectuais, busquem uma saída honrosa. Mas é o pior momento desses colunistas. Espero que caiam na real o mais rápido possível, pois estão fazendo falta.

Todos os políticos são iguais, vem com a mesma conversinha fiada. Nenhum deles valem nada. Todos tem o mesmo objetivo: DINHEIRO. Vamos ser honestos, vivemos num país capitalista, o que mais interessa é o enriquecimento. Agora todos aparecem dando sua opinião, fazendo belos discursos. Vamos tirar todos do poder e colocar o povo no lugar. Somos o ST (sem partido).

FORA TODOS OS POLITICOS

Seria o momento para articular uma verdadeira faxina.
Em 2014 teremos eleições.
Poderia ser feita uma campanha para que essa manifestação ocorresse até as eleições.
Mas parece que falta realmente uma liderança isenta, uma liderança sem interesses ocultos.
Abaixo algumas entidades que poderiam liderar essa campanha.

http://www.abracci.org.br/index.php

http://www.mcce.org.br/site/

http://www.fichalimpa.org.br/

concordo. Luis Felipe M. de Rosis

Boa tarde!

Deveria mandar os politicos usar somente o SUS,igual á população,aguardando vaga,ou ser chamado para especialidades,tipo tomografias e outros,que são uma demora para chamar.As mulheres deles aguardarem dias até anos para um exame de mamografia,igual á população,ver seus filhos esperarem por uma melhora na educação,esperarem,um professor dele ter os direitos para dar o melhor ensinamento.
É muito facil eles darem um cala boca para á população,e continuarem,gastando dinheiro para á copa,manda esses politicos,acordarem,todos os dias de manhã,e pegar as super lotações em ônibus e metrô,pagando os 3,20 centavos que almentou,como diz:”PIMENTA NO RABO DOS OUTROS É REFRESCO,MAS ELES NÃO PENSAM EM TOMAR UM NELES”,governo tomem vergonha na cara,e melhora o nosso PAIS,se vocês querem fazer bonito para o estrangeiro,estão agindo errado,o POVO BRASILEIRO QUEREM MAIS RESPEITO!!!!

Concordo plenamente com a tua visão a cerca de tudo o que esta acontecendo. Não podemos perder esta chance da desmolarizacao dos atuais partidos políticos. A partir do momento em que todos os partidos políticos deram aquiescência a atrocidade de desmolarizacao a supra corte desta nação , os R$ 0,20 centavos representam o valor dessa raça espúria que habita o congresso nacional.

Paulo, seu comentário foi perfeito! Torcemos para que esse momento seja os primeiros passos de um país digno!

Boa tarde!

Parabens pelo belo artigo fao de suas palavras como se fosse minha. Em 19 de junho de 2013 10:52, Blog do Portinho

Espetacular visão e análise sobre os fatos ora vivenciados por nossa sociedade. Curvo-me à sua sensibilidade ímpar e acima de tudo pela clareza na exposição dos fatos. Dissestes com singularidade o que com certeza mtos pensam e não possuíam, talvez, a capacidade de dissertação. Parabéns e que saibamos extrair desse momento frutos vindouros para um País melhor e mais dígno !!! Receba minha admiração e o mais fraterno de tds. os abraços!!!!!!

Oi Jair,
Agradeço pelas generosas palavras.
[]
Paulo Portinho

PARABENS, é isso mesmo acho q tem muitas cabeças pensantes no pais com mais experiência que podem ajudar, mas eles ficam de camarote relembrando a época deles e não se manifestam, e dizem ah isso é coisa da juventude eu tb já fiz isso, temos que ir pra rua ,todos não importa a idade a rua é a ribalta do povo,, só assim podemos salvar o Brasil desse Oceano de lama e desgoverno, BRASIL AGORA OU NUNCA

PARABENS ISSO MESMO ACHO QUE TEM MUITAS CABEAS PENSANTES NO PAIS COM MAIS EXPERIENCIA QUE PODE AJUDAR , MAS ELES FICAM DE CAMAROTE RELEMBRANDO A EPOCA DELES E NO SE MANIFESTAM, E DIZEM AH ISSO COISA DE JOVEM EU TB J FIZ ISSO, TEMOS QUE IR PRA RUA QUE A RIBALTA DO POVO, BRASIL AGORA OU NUNCA ABCS

Em 19 de junho de 2013 10:52, Blog do Portinho


Where's The Comment Form?

  • Disclaimer

    Este blog é um ambiente privado para expor opiniões, estudos, reflexões e comentários sobre assuntos ligados a finanças, bolsa de valores, economia, política, música, humor e outros temas.

    Seus objetivos são educacionais ou recreativos, não configurando sob nenhuma hipótese recomendação de investimento.

    O investidor consciente deve tomar decisões com base em suas próprias crenças e premissas. Tudo que lê ou ouve pode ser levado em consideração, mas a decisão de investimento é sempre pessoal. Tanto na escolha de ações para carteira própria, quanto na escolha de gestores profissionais para terceirização da gestão.

    O Autor espera que os temas educacionais do blog possam ajudar no desenvolvimento e no entendimento das nuances do mercado de ações, mas reitera que a responsabilidade pela decisão de investimento é sempre do próprio investidor.

    Sejam bem vindos!

  • Paulo Portinho

    PAULO PORTINHO, engenheiro com mestrado em administração de empresas pela PUC-Rio, é autor do Manual Técnico sobre o Método INI de Investimento em Ações, do livro "O Mercado de Ações em 25 Episódios" e do livro "Quanto Custa Ficar Rico?", os dois últimos pela editora Campus Elsevier.

    Paulo atuou como professor na Pós-graduação de Gestão Social da Universidade Castelo Branco e na Pós-graduação oferecida pela ANBIMA de Capacitação para o Mercado Financeiro.

    Atuou como professor da área de finanças e marketing na Universidade Castelo Branco e no curso de formação de agentes autônomos do SINDICOR.

    Como executivo do Instituto Nacional de Investidores - INI (www.ini.org.br) entre 2003 e 2012, ministrou mais de 500 palestras e cursos sobre o mercado de ações, sendo responsável pelo desenvolvimento do curso sobre o Método INI de Investimento em Ações, conteúdo que havia chegado a mais de 15.000 investidores em todo o país, até o ano de 2012.

    Representou o INI nas reuniões conjuntas de conselho da Federação Mundial de Investidores (www.wfic.org) e da Euroshareholders (www.euroshareholders.org), organizações que congregam quase 1 milhão de investidores em 22 países.

    Atuou como articulista do Informativo do INI, do Blog do INI, da revista Razão de Investir, da revista Investmais, do Jornal Corporativo e do site acionista.com.br. Foi fonte regular para assuntos de educação financeira de veículos como Conta Corrente (Globo News), Infomoney, Programa Sem Censura, Folha de São Paulo, Jornal O Globo, entre outros.

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: