Como bater o mercado sem nem mesmo tentar? Dollar Cost Averaging.

Posted on 06/07/2011. Filed under: Finanças |

O título do post refere-se ao novo artigo de Mark Hulbert, um respeitado jornalista responsável pelo site MarketWatch e por colunas no NY Times, Barron´s e no jornal da American Association of Individual Investors.

No artigo ele relembra uma distinção importante sobre o conceito de Buy and Hold e de Dollar Cost Averaging.

O Buy and Hold puro e simples, normalmente indica compra de grandes volumes em um só ponto da curva.

O Dollar Cost Averaging, que também é uma forma de Buy and Hold, implica em comprar ações regularmente (todo mês, por exemplo) com a mesma quantidade de dinheiro.

O Primeiro Princípio do Método INI é exatamente a estratégia de Dollar Cost Averaging descrita por Mark Hulbert em seu artigo.

Leia o original em inglês clicando AQUI.

O que Hulbert mostra no artigo é que, ao comprar ações regularmente e com a mesma quantidade de dinheiro (por hipótese US$ 1.000 todo mês) o investidor vai OBRIGATORIAMENTE comprar mais ações quando a cotação estiver em baixa e menos ações quando estiver em alta. Com isso, em tese, o custo médio dele ficaria mais baixo, pois haveria uma maior quantidade de ações compradas a preços menores. Uma média ponderada pura e simples.

Mostra também que a estratégia só perderá para o Buy and Hold puro se o mercado mantiver tendência de alta com poucas oscilações ao longo dos anos.

Para os seguidores do Método INI essa técnica não é novidade, aliás é o requisito inicial e mínimo para formar patrimônio de longo prazo. É a regra número 1.

Infelizmente, por conta da euforia de 2004-2007 a maioria das pessoas colocou um grande volume de dinheiro na bolsa em curto espaço de tempo. É possível que muitas ainda estejam na bolsa, mas um pouco infelizes com a demora na recuperação das perdas.

Metaforicamente…

Quem usa o método INI se assemelha a um piloto de trator competindo num rally. O trator vai andar sempre, muitas vezes mais devagar que os outros. Muitos carros vão quebrar, por excesso de audácia ou por imperícia, mas o trator vai continuar devagar e sempre. E se as condições de tempo e terreno piorarem muito a ponto de fazer todos os outros carros pararem o trator vai continuar andando, na mesma velocidade.

Ao final, o objetivo será atingido pelo trator, provavelmente não chegará em primeiro lugar, mas não terá quebrado no meio do caminho.

Aliás, essa metáfora serve também para demonstrar a principal fragilidade do Método Dollar Cost averaging… é muito monótono. Como diz Hulbert no artigo, utilizar o método é tão excitante quanto observar a grama crescer…

Make a Comment

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

9 Respostas to “Como bater o mercado sem nem mesmo tentar? Dollar Cost Averaging.”

RSS Feed for Blog do Portinho Comments RSS Feed

[…] Como bater o mercado sem nem mesmo tentar? Dollar Cost Averaging. […]

Portinho,
Seu blog é muito bom mesmo. é onde encontro as melhores recomendações de estrategias de investimento.
Parabéns.

Oi Saulo,
Agradeço o incentivo.
Se tiver alguma sugestão de tema, pode mandar.
Abraço.
Portinho

Portinho, invisto desta maneira, todo mês, e vou montando meu preço médio. Acredito que é melhor demorar um pouco mais, mas chegar ao objetivo. O grande problema é que não temos “cases” de sucesso relacionados ao B&H, devidamente documentados em livros, por exemplo. Sabemos que dá certo, é uma excelente estratégia, mas acredito que quanto mais exemplos práticos tivermos melhor será para o investidor iniciante. Um abraço!

Oi Rico.
Há poucos exemplos documentados, mas todos os que fizeram isso por mais de 15 anos estão ricos. Nos EUA você tropeça em investidores de longo prazo com 20, 30 anos de permanência na bolsa em qualquer esquina. Aqui no Brasil…
O livro “Casos de Sucesso no Mercado de Ações” traz algumas histórias interessantes sobre investimento de longo prazo no Brasil.

caro Paulo, eu tenho R$ 240000,00 em $$ de uma venda de um imóvel. nesse caso não seria mais interessante investir uma parte em renda fixa, uma em FII, uma em tesouro direto e uma em ações ?
a parte em ações seria como? deixaria $50.000,00 na poupança e todos os meses pegaria, por exemplo, $ 5000,00 para ações e com esse dinheiro dividiria em várias empresas ?
jose manoel.

Oi José Manoel, tente dividir esses aportes em bolsa ao longo de um período mínimo de 1 ano, preferencialmente 2 anos. É o tempo para você se familizarizar com a bolsa e para ter intimidade com as companhias em que investe.
Para seleção de carteira, sugiro o Método INI. É o mais simples e mais eficiente que conheço.

Portinho, o que dizer do método de aportes dobrados? Ele ganha do buy-and-hold puro e simples, mesmo na hipótese (remota) de longa tendência de alta sem oscilações?

Aproveito para te parabenizar pelo blog. Ele é uma das minhas leituras frequentes.

Um abraço,
Gustavo.

Oi Gustavo,
Agradeço as palavras de incentivo.
O MAD também perderia do buy and hold puro na hipótese de mercado crescente sem oscilações, pois isso indicaria que a compra do buy and hold foi feita pelo menor preço possível.
Porém, isso é altamente improvável.


Where's The Comment Form?

  • Disclaimer

    Este blog é um ambiente privado para expor opiniões, estudos, reflexões e comentários sobre assuntos ligados a finanças, bolsa de valores, economia, política, música, humor e outros temas.

    Seus objetivos são educacionais ou recreativos, não configurando sob nenhuma hipótese recomendação de investimento.

    O investidor consciente deve tomar decisões com base em suas próprias crenças e premissas. Tudo que lê ou ouve pode ser levado em consideração, mas a decisão de investimento é sempre pessoal. Tanto na escolha de ações para carteira própria, quanto na escolha de gestores profissionais para terceirização da gestão.

    O Autor espera que os temas educacionais do blog possam ajudar no desenvolvimento e no entendimento das nuances do mercado de ações, mas reitera que a responsabilidade pela decisão de investimento é sempre do próprio investidor.

    Sejam bem vindos!

  • Paulo Portinho

    PAULO PORTINHO, engenheiro com mestrado em administração de empresas pela PUC-Rio, é autor do Manual Técnico sobre o Método INI de Investimento em Ações, do livro "O Mercado de Ações em 25 Episódios" e do livro "Quanto Custa Ficar Rico?", os dois últimos pela editora Campus Elsevier.

    Paulo atuou como professor na Pós-graduação de Gestão Social da Universidade Castelo Branco e na Pós-graduação oferecida pela ANBIMA de Capacitação para o Mercado Financeiro.

    Atuou como professor da área de finanças e marketing na Universidade Castelo Branco e no curso de formação de agentes autônomos do SINDICOR.

    Como executivo do Instituto Nacional de Investidores - INI (www.ini.org.br) entre 2003 e 2012, ministrou mais de 500 palestras e cursos sobre o mercado de ações, sendo responsável pelo desenvolvimento do curso sobre o Método INI de Investimento em Ações, conteúdo que havia chegado a mais de 15.000 investidores em todo o país, até o ano de 2012.

    Representou o INI nas reuniões conjuntas de conselho da Federação Mundial de Investidores (www.wfic.org) e da Euroshareholders (www.euroshareholders.org), organizações que congregam quase 1 milhão de investidores em 22 países.

    Atuou como articulista do Informativo do INI, do Blog do INI, da revista Razão de Investir, da revista Investmais, do Jornal Corporativo e do site acionista.com.br. Foi fonte regular para assuntos de educação financeira de veículos como Conta Corrente (Globo News), Infomoney, Programa Sem Censura, Folha de São Paulo, Jornal O Globo, entre outros.

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: