O Novo Método INI 2.0 – Resultados do Usiminas 2005-2010

Posted on 28/02/2011. Filed under: Finanças |

Esse post faz uma investigação minuciosa sobre os resultados obtidos para quem investiu em Usiminas nos últimos 5 anos, mais precisamente de 31/12/2005 a 30/12/2010.

Essa investigação faz parte dos estudos para o Novo Método INI. Para quem ainda não leu, segue no link abaixo:

Arquivo Secreto: O Novo Método INI, versão 2.0

USIMINAS 2005 – 2010

A memória de cálculo e todos os dados utilizados podem ser vistos no link abaixo:

http://www.portinho.com/pdf/201101/NOVOMIUSIM2010.xls

A Usiminas, no período estudado, apresentou os seguintes crescimentos (quedas) históricos:

  • Ativo – Crescimento de 11,83% ao ano
  • Receita Líquida – Queda de 0,12% ao ano
  • Lucro Líquido – Queda de 16,89% ao ano
  • Dividendos – Queda de 12,9% ao ano
  • Valor de Mercado – Crescimento de 13,33% ao ano

O Histórico de P/L Máximo e Mínimo:

2005 2006 2007 2008 2009 2010
P/L últ. cotação do período 3,07 7,91 8,77 4,62 19,90 14,22
P/L Mínimo no ano 1,94 4,38 5,60 2,85 8,89 12,20
P/L Máximo no ano 3,53 8,38 10,22 14,31 21,51 20,07

O Histórico do Dividend Yield:

2005 2006 2007 2008 2009 2010
DY últ cotação ano anterior ND 7,06% 5,61% 4,09% 4,69% 2,20%

Para quem usa o Método INI parece um contra-senso uma empresa apresentar fundamentos em queda, mas elevação do preço de mercado.

Mas para quem tem mais experiência no método, dá para perceber que não há qualquer contra-senso. A USIM perdeu força nos fundamentos, mas seu histórico de P/L partiu de valores muito deprimidos (P/L menor do que 4) para valores próximos aos de seus pares internacionais.

Isso acontece, mas é um parâmetro mais frágil do que o crescimento dos fundamentos, pois as cotações estão mais sustentadas em percepções dos investidores do que em fundamentos virtuosos.

Quanto ganhou quem investiu em Usiminas de 31/12/2005 a 31/12/2010?

Dados e premissas:

  • O investidor parte de 1.000 ações USIM5, que em 31/12/2005 estavam cotadas a R$ 52,99.
  • Dessa forma, o investimento inicial seria de R$ 52.990,00.
  • Os custos de transação não são considerados por praticidade
  • Houve 3 bonificações de impacto, 50% em 2007, 50% em 2008 e 100% em 2010.
  • A cotação em 29/12/2010 era R$ 19,16.

Resultados

Sem reinvestimento dos dividendos e dos JSCP

Para quem não reinvestiu os dividendos nem os JSCP, o número final seria de 4.500 ações, por conta das bonificações de 50%, 50% e 100% ocorridas durante o período.

Seu patrimônio final seria, portanto de R$ 86.220,00, com uma rentabilidade anual média de 10,23%.

Com reinvestimento

Para quem reinvestiu todos os dividendos e JSCP, o total de ações USIM5 seria de 5.643, 25,42% a mais do que as 4.500 ações de quem não reinvestiu. Esse é o efeito do reinvestimento.

Dessa forma, o patrimônio em 29/12/2010 ficaria em R$ 108.134, correspondendo a 15,33% ao ano. Isso dá um acréscimo de mais de 5% ao ano só por conta do reinvestimento dos dividendos.

Rentabilidades máximas e mínimas até 2010

No ano de 2010 a ação USIM5 atingiu sua máxima histórica de fechamento em 05/04/2010, a R$ 63,06. Sua mínima foi atingida em 28/12/2010, R$ 18,31.

Para o investidor que vendeu na máxima, a rentabilidade acumulada seria de 32,22% ao ano e para aquele que vendeu na mínima, 14,08% ao ano.

Dados ano a ano

A USIM apresenta um histórico bem volátil no que se refere a quedas e altas. Desde 100,39% para USIM3 em 2006 e 107,54% em 2009, a queda de 51,76% para a mesma ação.

Veja na figura abaixo:

USIMINAS USIM3 USIM5 Data
2006
Aporte inicial (50.160,00) (52.990,00) 31/12/2005
Resgate final 99.943,63 85.874,17 28/12/2006
Ganho % 100,39% 62,71% 28/12/2006
2007
Aporte inicial (99.943,63) (85.874,17) 28/12/2006
Resgate final 135.911,35 135.989,89 28/12/2007
Ganho % 35,99% 58,36% 28/12/2007
2008
Aporte inicial (135.911,35) (135.989,89) 28/12/2007
Resgate final 65.167,60 71.481,76 30/12/2008
Ganho % -51,76% -47,16% 30/12/2008
2009
Aporte inicial (65.167,60) (71.481,76) 30/12/2008
Resgate final 134.710,22 136.076,62 28/12/2009
Ganho % 107,54% 91,04% 30/12/2009
2010
Aporte inicial (134.710,22) (136.076,62) 30/12/2009
Resgate final 117.089,26 108.134,49 30/12/2010
Ganho % -13,08% -20,53% 30/12/2010

Comentários

Os resultados da USIM mostram com clareza que rentabilidades superiores a 15% não são tão fáceis como pregam alguns investidores.

Os dados tratados são reais, com base nos valores históricos, de forma que apresentam um retrato fiel do que um investidor buy and hold teria obtido.

Para quem quiser mais informações sobre a USIMINAS, sugiro a leitura do relatório feito pelo BB:

4T10 Usiminas

That´s it!

Anúncios

Make a Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

2 Respostas to “O Novo Método INI 2.0 – Resultados do Usiminas 2005-2010”

RSS Feed for Blog do Portinho Comments RSS Feed

ONDE VC CONSEGUIU O P/L MÍNIMO E MÁXIMO ?

Oi André, a grande proposta dessa revisão do método é calcular o P/L Máximo e Mínimo com base no Preço de Mercado Máximo e Mínimo, que nem sempre acontecem na mínima e máxima de cada ação. O fornecedor das informações foi o site comdinheiro.com.br.
O novo método INI acabou não indo adiante, pois saí do Instituto em fevereiro de 2012. Mas poderá voltar com outra abordagem e com outros fornecedores.


Where's The Comment Form?

  • Disclaimer

    Este blog é um ambiente privado para expor opiniões, estudos, reflexões e comentários sobre assuntos ligados a finanças, bolsa de valores, economia, política, música, humor e outros temas.

    Seus objetivos são educacionais ou recreativos, não configurando sob nenhuma hipótese recomendação de investimento.

    O investidor consciente deve tomar decisões com base em suas próprias crenças e premissas. Tudo que lê ou ouve pode ser levado em consideração, mas a decisão de investimento é sempre pessoal. Tanto na escolha de ações para carteira própria, quanto na escolha de gestores profissionais para terceirização da gestão.

    O Autor espera que os temas educacionais do blog possam ajudar no desenvolvimento e no entendimento das nuances do mercado de ações, mas reitera que a responsabilidade pela decisão de investimento é sempre do próprio investidor.

    Sejam bem vindos!

  • Paulo Portinho

    PAULO PORTINHO, engenheiro com mestrado em administração de empresas pela PUC-Rio, é autor do Manual Técnico sobre o Método INI de Investimento em Ações, do livro "O Mercado de Ações em 25 Episódios" e do livro "Quanto Custa Ficar Rico?", os dois últimos pela editora Campus Elsevier.

    Paulo atuou como professor na Pós-graduação de Gestão Social da Universidade Castelo Branco e na Pós-graduação oferecida pela ANBIMA de Capacitação para o Mercado Financeiro.

    Atuou como professor da área de finanças e marketing na Universidade Castelo Branco e no curso de formação de agentes autônomos do SINDICOR.

    Como executivo do Instituto Nacional de Investidores - INI (www.ini.org.br) entre 2003 e 2012, ministrou mais de 500 palestras e cursos sobre o mercado de ações, sendo responsável pelo desenvolvimento do curso sobre o Método INI de Investimento em Ações, conteúdo que havia chegado a mais de 15.000 investidores em todo o país, até o ano de 2012.

    Representou o INI nas reuniões conjuntas de conselho da Federação Mundial de Investidores (www.wfic.org) e da Euroshareholders (www.euroshareholders.org), organizações que congregam quase 1 milhão de investidores em 22 países.

    Atuou como articulista do Informativo do INI, do Blog do INI, da revista Razão de Investir, da revista Investmais, do Jornal Corporativo e do site acionista.com.br. Foi fonte regular para assuntos de educação financeira de veículos como Conta Corrente (Globo News), Infomoney, Programa Sem Censura, Folha de São Paulo, Jornal O Globo, entre outros.

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: