Randon – Resultados 3T10

Posted on 08/12/2010. Filed under: Finanças |

A Randon apresentou um crescimento muito expressivo em seus principais fundamentos, fruto da evolução da economia brasileira e do crédito (muitas vezes subsidiado) para compra de caminhões e máquinas.

Essas condições de financiamento foram prorrogadas até mar/2011.

O release da Randon é de leitura fácil e agradável, pode ser baixado clicando aqui.

Não há muito o que acrescentar à leitura do release. Os lucros são quase integralmente derivados de receitas operacionais, o endividamento líquido está em 0,41 da geração de caixa, o volume de vendas é recorde histórico etc.

Eu não conseguiria ser mais claro e objetivo do que o release da Randon.

Acionistas, é sempre obrigação do investidor consciente ler os releases de suas companhias. Mãos à obra (olhos e cérebro também).

Para acompanhar a evolução dos múltiplos da companhia, veja a planilha a seguir:

Anúncios

Make a Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

5 Respostas to “Randon – Resultados 3T10”

RSS Feed for Blog do Portinho Comments RSS Feed

Olá Portinho,

Essa semana troquei as minhas RAPT4 pelas RAPT3. Consegui uma relação entre elas de 0,79, algo que nos últimos anos, mostrou ser o maior spread atingido entre elas. Inclusive nesse meio tempo já passou a ficar acima de 1,xx. Como os dividendos pagos são iguais a ambas, com a troca consegui mais ações, mais dividendos proporcionalmente e ainda com uma maior perspectiva de alta em função do spread.

Pesando contra, enxergo apenas a liquidez, mas como elas são pra longo prazo, não vejo problemas com isso, a não ser quando passar a deter uma cadeira no conselho.. hehe

Concorda com meu raciocínio, acha boa estratégia?

Abraços,

Caro Fabiano,
Recentemente houve um movimento de troca entre ON e PN com a Previ, se não me engano. A relação era maior que essa (ou 0,85 ou 1,15, não lembro bem).
Para manter a ação pode funcionar, mas que a falta de liquidez dá dor de cabeça… ah dá…
Nós também temos POMO3 em vez de POMO4, pois a diferença era de 0,75. Hoje está bem menor, mas como a liquidez é muito baixa, fica difícil trocar de volta para POMO4 sem grandes perdas.

Tbém troquei as POMO e agora já estão se aproximando, mas realmente, pra voltar nas PNs não vai ser fácil. Eu costumo ficar sempre dando uma olhadinha nos books de preços de ambas, e qdo encontro as ofertas de compra e venda disponíveis “na pedra” com a relação que quero, aí faço as operações.

Grande abraço,

Fabiano

Essa técnica é chamada de long-short, quando se procura fazer arbitragem com ativos que guardam (ou deveriam guardar) correlação forte entre eles.
Eu me enganei com relação à RANDON, a Previ desistiu da troca.


Where's The Comment Form?

  • Disclaimer

    Este blog é um ambiente privado para expor opiniões, estudos, reflexões e comentários sobre assuntos ligados a finanças, bolsa de valores, economia, política, música, humor e outros temas.

    Seus objetivos são educacionais ou recreativos, não configurando sob nenhuma hipótese recomendação de investimento.

    O investidor consciente deve tomar decisões com base em suas próprias crenças e premissas. Tudo que lê ou ouve pode ser levado em consideração, mas a decisão de investimento é sempre pessoal. Tanto na escolha de ações para carteira própria, quanto na escolha de gestores profissionais para terceirização da gestão.

    O Autor espera que os temas educacionais do blog possam ajudar no desenvolvimento e no entendimento das nuances do mercado de ações, mas reitera que a responsabilidade pela decisão de investimento é sempre do próprio investidor.

    Sejam bem vindos!

  • Paulo Portinho

    PAULO PORTINHO, engenheiro com mestrado em administração de empresas pela PUC-Rio, é autor do Manual Técnico sobre o Método INI de Investimento em Ações, do livro "O Mercado de Ações em 25 Episódios" e do livro "Quanto Custa Ficar Rico?", os dois últimos pela editora Campus Elsevier.

    Paulo atuou como professor na Pós-graduação de Gestão Social da Universidade Castelo Branco e na Pós-graduação oferecida pela ANBIMA de Capacitação para o Mercado Financeiro.

    Atuou como professor da área de finanças e marketing na Universidade Castelo Branco e no curso de formação de agentes autônomos do SINDICOR.

    Como executivo do Instituto Nacional de Investidores - INI (www.ini.org.br) entre 2003 e 2012, ministrou mais de 500 palestras e cursos sobre o mercado de ações, sendo responsável pelo desenvolvimento do curso sobre o Método INI de Investimento em Ações, conteúdo que havia chegado a mais de 15.000 investidores em todo o país, até o ano de 2012.

    Representou o INI nas reuniões conjuntas de conselho da Federação Mundial de Investidores (www.wfic.org) e da Euroshareholders (www.euroshareholders.org), organizações que congregam quase 1 milhão de investidores em 22 países.

    Atuou como articulista do Informativo do INI, do Blog do INI, da revista Razão de Investir, da revista Investmais, do Jornal Corporativo e do site acionista.com.br. Foi fonte regular para assuntos de educação financeira de veículos como Conta Corrente (Globo News), Infomoney, Programa Sem Censura, Folha de São Paulo, Jornal O Globo, entre outros.

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: