Capitalização da Petrobras – Debate no Conta Corrente Especial

Posted on 20/09/2010. Filed under: Finanças |

Durante o último final de semana (18-19 de setembro 2010), fui convidado para explicar algumas questões sobre a capitalização da Petrobras no programa Conta Corrente Especial da Globo News.

Bom, tentei ser o mais didático possível, mas o Adriano Pires estava tão descrente com a atuação do governo, que acabei atuando como um contemporizador…

Acho que se a Dilma vir o vídeo, é capaz de me chamar para o governo… É mole?

Bom, mas há um ponto importante. O aumento do lote suplementar é um sinal inequívoco de forte demanda.

Seria muito ruim se isso não se verificasse na prática, pois daria margem a indagações na justiça por manipulação de preço.

É sério. Depois desse sinal, a Petrobras só tem subido.

O link aqui.

Anúncios

Make a Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

2 Respostas to “Capitalização da Petrobras – Debate no Conta Corrente Especial”

RSS Feed for Blog do Portinho Comments RSS Feed

O Adriano nem deixou v. falar! Ele deveria fazer uma auto-crítica.

Mas uma coisa objetiva: voces leram os relatórios de atividades de 2009 de março. O relatório da SEC de maio/abril deste ano? Se procurarmos encontraremos que a Petrobras detem 211 blocos no Golfo do Mexico. Opera diretamente pelo menos onze blocos e é sócia da BP em diversos deles. Será que a moratória no Golfo e as possíveis restrições a operação no Golfo nao afetariam o valor deste investimentos, qual o valor destes investimentos (imagine que a aquisição de uma dezena de blocos em 2009 custou centenas de milhões de dólares)??? 211 blocos devem valer muito. Se a BP perdeu valor pelo acidente por que a Petrobras nao perderia também? Quais a explicações dadas ao mercado sobre estes investimentos e quais os impactos no resultado. Nenhuma explicação, muda, calando todos os jornalistas que anunciavam ate 19 de abril as façanhas da empresa na America. A empresa bradava até a mesma data o Golfo como prioridade. O que a nossa CVM fez até agora sobre isso?
Não houve campanha e politização. Houve na minha visão falta de informação ao mercado. Mas o blackstone tem analistas que leem e recomendam decisões economicas, não políticas.
Caro Portinho gostei de ve-lo no Jornal. Não o conhecia e me causou uma boa imagem. Mas não tente defender o indefensável.

Abs

Eu tenho consciência dos elevados riscos do investimento no pré-sal.
Na entrevista, eu tentei deixar a questão política de fora, por isso ficou a impressão de que atenuei as críticas ao governo feitas pelo Adriano.
É que a televisão tem muita influência na decisão das pessoas, não quis tratar de nada que não fosse factual. Tenho minhas próprias opiniões sobre o governo, até mais duras do que o que o Adriano falou, mas nesse ambiente de bolsa, é importante não julgar as intenções que não estão escritas.
Só fiquei um pouco apreensivo com o aumento do lote suplementar, pois até onde soube, os estrangeiros não estavam animados. A burocracia colocada para eles e os custos eram bem superiores aos colocados para os brasileiros.
Se saírem todos os lotes, a Petrobras vai ter 13,4 bilhões de ações. A uma média de R$ 30, teríamos uma empresa valendo pouco mais de US$ 230 bilhões, mesmo valor da PetroChina.
E há especulações de analistas importantes dando a Petrobras acima de R$ 50,00. Com 13,4 bilhões de ações, a empresa iria para quase US$ 400 bilhões. P/L de 20 e valor de mercado 25% superior ao da Exxon Mobil.
Cara… a Exxon, basta ver no yahoo finance, tem 24 bilhões de barris de reservas provadas, receitas e lucros de 2 a 4 vezes maiores do que os da Petrobras.
Não é racional esperar que a Petrobras valha mais do que a Exxon, ao menos até que o pré-sal se transforme em reserva provada. E isso, segundo o próprio Gabrielli, é coisa para, no mínimo, 2015.
É muito risco pagar caro hoje.
Abs


Where's The Comment Form?

  • Disclaimer

    Este blog é um ambiente privado para expor opiniões, estudos, reflexões e comentários sobre assuntos ligados a finanças, bolsa de valores, economia, política, música, humor e outros temas.

    Seus objetivos são educacionais ou recreativos, não configurando sob nenhuma hipótese recomendação de investimento.

    O investidor consciente deve tomar decisões com base em suas próprias crenças e premissas. Tudo que lê ou ouve pode ser levado em consideração, mas a decisão de investimento é sempre pessoal. Tanto na escolha de ações para carteira própria, quanto na escolha de gestores profissionais para terceirização da gestão.

    O Autor espera que os temas educacionais do blog possam ajudar no desenvolvimento e no entendimento das nuances do mercado de ações, mas reitera que a responsabilidade pela decisão de investimento é sempre do próprio investidor.

    Sejam bem vindos!

  • Paulo Portinho

    PAULO PORTINHO, engenheiro com mestrado em administração de empresas pela PUC-Rio, é autor do Manual Técnico sobre o Método INI de Investimento em Ações, do livro "O Mercado de Ações em 25 Episódios" e do livro "Quanto Custa Ficar Rico?", os dois últimos pela editora Campus Elsevier.

    Paulo atuou como professor na Pós-graduação de Gestão Social da Universidade Castelo Branco e na Pós-graduação oferecida pela ANBIMA de Capacitação para o Mercado Financeiro.

    Atuou como professor da área de finanças e marketing na Universidade Castelo Branco e no curso de formação de agentes autônomos do SINDICOR.

    Como executivo do Instituto Nacional de Investidores - INI (www.ini.org.br) entre 2003 e 2012, ministrou mais de 500 palestras e cursos sobre o mercado de ações, sendo responsável pelo desenvolvimento do curso sobre o Método INI de Investimento em Ações, conteúdo que havia chegado a mais de 15.000 investidores em todo o país, até o ano de 2012.

    Representou o INI nas reuniões conjuntas de conselho da Federação Mundial de Investidores (www.wfic.org) e da Euroshareholders (www.euroshareholders.org), organizações que congregam quase 1 milhão de investidores em 22 países.

    Atuou como articulista do Informativo do INI, do Blog do INI, da revista Razão de Investir, da revista Investmais, do Jornal Corporativo e do site acionista.com.br. Foi fonte regular para assuntos de educação financeira de veículos como Conta Corrente (Globo News), Infomoney, Programa Sem Censura, Folha de São Paulo, Jornal O Globo, entre outros.

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: