Câmbio. O governo precisa agir!

Posted on 06/10/2008. Filed under: Finanças, Política |

Pela primeira vez em 6 anos de governo Lula, precisamos de ações concretas e de curto prazo do governo. Espero que ele não falhe.
 
Há um problema sério de falta de dólares no mercado, pois simplesmente não há dólares na economia e há fluxo forte de saída de moeda. Os exportadores já venderam seus dólares há muito tempo, através do mercado de ACCs (Adiantamento de contrato de câmbio), mecanismo através do qual os bancos emprestam em R$ hoje, para receber em dólares no futuro.
 
É provável que os exportadores estejam amargando fortes prejuízos contábeis (de curto prazo) pela enorme desvalorização do R$ nos últimos 15 dias. E todos estão quietos, aguardando que o mercado se acalme. O problema é que ele pode NÃO se acalmar e o dólar pode ir ainda mais longe.
 
Nesse caso os prejuízos seriam muito grandes. Naturalmente seriam pontuais e, caso a empresa não esteja alavancada, ou seja, não tenha vendido mais do que tem, poderá retornar esses prejuízos no futuro, com o dólar mais valorizado.
 
O governo precisa, urgentemente, encontrar maneiras saudáveis de proteger as exportadoras. Lula deve sua popularidade, em última análise, às exportadoras, que o ajudaram inundando o Brasil com dólares, reduzindo o valor da moeda americana e dizimando a inflação nos últimos 5 anos.
 
(Quase) Todos os “feitos” econômicos do governo Lula são fruto da brilhante atuação dos exportadores nos últimos anos: balança comercial recorde, dólar baixíssimo, diminuição da pobreza (é medida em dólares gastos por dia), inflação sob controle, redução dos juros e equilíbrio fiscal.
 
Está na hora de agir. Se esperarem até faltar crédito, haverá uma interrupção abrupta no fluxo de exportações e o dólar, no curto prazo, poderá atingir valores irreais.
 
Há precedentes.
 
Em 2002, também não havia crédito para empresas brasileiras no exterior. Todos os bancos requeriam que os brasileiros quitassem suas dívidas e não permitiam a rolagem. Deu no que deu. O dólar foi de R$ 2,20 para R$ 4,00 em 6 meses. É evidente que ter US$ 220 bi em reservas nos deixa em posição mais confortável, mas se o governo não descobrir IMEDIATAMENTE como usar as reservas, corremos sérios riscos nossa crise.
 
O ano de 2002 foi de pesadas baixas contábeis aos exportadores. Provavelmente 2008 também será.
 
Espero que o governo nos surpreenda positivamente.
Anúncios

Make a Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Disclaimer

    Este blog é um ambiente privado para expor opiniões, estudos, reflexões e comentários sobre assuntos ligados a finanças, bolsa de valores, economia, política, música, humor e outros temas.

    Seus objetivos são educacionais ou recreativos, não configurando sob nenhuma hipótese recomendação de investimento.

    O investidor consciente deve tomar decisões com base em suas próprias crenças e premissas. Tudo que lê ou ouve pode ser levado em consideração, mas a decisão de investimento é sempre pessoal. Tanto na escolha de ações para carteira própria, quanto na escolha de gestores profissionais para terceirização da gestão.

    O Autor espera que os temas educacionais do blog possam ajudar no desenvolvimento e no entendimento das nuances do mercado de ações, mas reitera que a responsabilidade pela decisão de investimento é sempre do próprio investidor.

    Sejam bem vindos!

  • Paulo Portinho

    PAULO PORTINHO, engenheiro com mestrado em administração de empresas pela PUC-Rio, é autor do Manual Técnico sobre o Método INI de Investimento em Ações, do livro "O Mercado de Ações em 25 Episódios" e do livro "Quanto Custa Ficar Rico?", os dois últimos pela editora Campus Elsevier.

    Paulo atuou como professor na Pós-graduação de Gestão Social da Universidade Castelo Branco e na Pós-graduação oferecida pela ANBIMA de Capacitação para o Mercado Financeiro.

    Atuou como professor da área de finanças e marketing na Universidade Castelo Branco e no curso de formação de agentes autônomos do SINDICOR.

    Como executivo do Instituto Nacional de Investidores - INI (www.ini.org.br) entre 2003 e 2012, ministrou mais de 500 palestras e cursos sobre o mercado de ações, sendo responsável pelo desenvolvimento do curso sobre o Método INI de Investimento em Ações, conteúdo que havia chegado a mais de 15.000 investidores em todo o país, até o ano de 2012.

    Representou o INI nas reuniões conjuntas de conselho da Federação Mundial de Investidores (www.wfic.org) e da Euroshareholders (www.euroshareholders.org), organizações que congregam quase 1 milhão de investidores em 22 países.

    Atuou como articulista do Informativo do INI, do Blog do INI, da revista Razão de Investir, da revista Investmais, do Jornal Corporativo e do site acionista.com.br. Foi fonte regular para assuntos de educação financeira de veículos como Conta Corrente (Globo News), Infomoney, Programa Sem Censura, Folha de São Paulo, Jornal O Globo, entre outros.

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: