A bolha chinesa existe mesmo?

Posted on 24/05/2007. Filed under: Finanças, Humor |

Gostaria de debater alguns pontos com vocês.

Ontem o ex-presidente do Banco Central Americano (aquele que parece o avô do Woody Allen) falou que a coisa vai feder na China. Será, verdadeiramente, a terra do Tofu.

Esse cara tem uma boca podre, maldita mesmo. Passou 2 anos avisando que havia uma “exuberância irracional” na bolsa americana. Quando nêgo se tocou, a bolsa caiu muito e as velhinhas aposentadas em ações tiveram que voltar a trabalhar.

 Eu acho que foi culpa dele. Ave de mau agouro!!!

Na verdade ele estava falando dos preços ridículos das empresas pontocom. O Yahoo, por exemplo, chegou a valer 100 bi de dólares, mas só apresentava prejuízos. As ações da empresa caíram 90%.

Americano viaja mesmo! Paga uma fortuna por um treco que “quem sabe, talvez” seja um sucesso no futuro. Micaram.

Pois ele está alertando para algo semelhante na China.

Para vocês terem uma idéia de como anda a terra de Mao-Tsé-Tung, Kung Fu e Chuck Norris, a bolsa chinesa, em 2006, subiu 150%. E só nos quatro primeiros meses deste ano mais 100%.

Se nosso clube de investimentos estivesse lá, o Jaguar XJ12 do final do ano estava garantido!

O problema é que os Chineses, ao contrário dos americanos, não têm cultura de bolsa. Os juros deles são baixíssimos, na ordem de 3%, que é o que faz os caras correrem para a bolsa. Por conta disso ela sobe, eles não sabem porque, daí colocam mais dinheiro, e ela sobe mais!!!

Pois bem, enquanto no Brasil nós pagamos, em média, 11 vezes o lucro de uma ação (por exemplo, o lucro por ação da VALE está em R$ 6,64 e a ação custa R$ 71,50), na China esse múltiplo está em 40, 50, 100!!!! Seria como pagar pela Vale R$ 300,00!!!

Na China o governo restringe a aplicação de estrangeiros na bolsa, de forma que esse crescimento tem ido para o bolso de muitas velhinhas chinesas, que compram apartamentos de luxo e cumbuquinhas de arroz.

A pergunta é: As ações estão caras?

Gente, a China cresce 10% ao ano, o que significa que as empresas boas de lá crescem 30%, 40%, 50% ao ano. Com uma taxa dessas, eles acham que dá para pagar caro pelas ações, pois o lucro duplica em 2 anos!!!

Minha visão pessoal é que haverá instabilidade, como houve em fevereiro e março, mas o Brasil não parece estar caro. As ações brasileiras são as mais baratas do mundo, em termos de relação preço-lucro, segundo dados da bloomberg.

Lembro que, na auge da crise, as ações da VALE chegarem a R$ 56,00 e da Gerdau a R$ 33,00. Quem comprou à época está com boa rentabilidade. Bolsa é longo prazo.

Sempre tem os que perguntam: Mas e se der muita m…, mas muita m…, mesmo?

A resposta é simples, se tiver uma guerra nuclear, venda tudo e compre latinhas de atum e água mineral. Mas esqueça o longo prazo, pois os prognósticos não serão bons…

Anúncios

Make a Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Disclaimer

    Este blog é um ambiente privado para expor opiniões, estudos, reflexões e comentários sobre assuntos ligados a finanças, bolsa de valores, economia, política, música, humor e outros temas.

    Seus objetivos são educacionais ou recreativos, não configurando sob nenhuma hipótese recomendação de investimento.

    O investidor consciente deve tomar decisões com base em suas próprias crenças e premissas. Tudo que lê ou ouve pode ser levado em consideração, mas a decisão de investimento é sempre pessoal. Tanto na escolha de ações para carteira própria, quanto na escolha de gestores profissionais para terceirização da gestão.

    O Autor espera que os temas educacionais do blog possam ajudar no desenvolvimento e no entendimento das nuances do mercado de ações, mas reitera que a responsabilidade pela decisão de investimento é sempre do próprio investidor.

    Sejam bem vindos!

  • Paulo Portinho

    PAULO PORTINHO, engenheiro com mestrado em administração de empresas pela PUC-Rio, é autor do Manual Técnico sobre o Método INI de Investimento em Ações, do livro "O Mercado de Ações em 25 Episódios" e do livro "Quanto Custa Ficar Rico?", os dois últimos pela editora Campus Elsevier.

    Paulo atuou como professor na Pós-graduação de Gestão Social da Universidade Castelo Branco e na Pós-graduação oferecida pela ANBIMA de Capacitação para o Mercado Financeiro.

    Atuou como professor da área de finanças e marketing na Universidade Castelo Branco e no curso de formação de agentes autônomos do SINDICOR.

    Como executivo do Instituto Nacional de Investidores - INI (www.ini.org.br) entre 2003 e 2012, ministrou mais de 500 palestras e cursos sobre o mercado de ações, sendo responsável pelo desenvolvimento do curso sobre o Método INI de Investimento em Ações, conteúdo que havia chegado a mais de 15.000 investidores em todo o país, até o ano de 2012.

    Representou o INI nas reuniões conjuntas de conselho da Federação Mundial de Investidores (www.wfic.org) e da Euroshareholders (www.euroshareholders.org), organizações que congregam quase 1 milhão de investidores em 22 países.

    Atuou como articulista do Informativo do INI, do Blog do INI, da revista Razão de Investir, da revista Investmais, do Jornal Corporativo e do site acionista.com.br. Foi fonte regular para assuntos de educação financeira de veículos como Conta Corrente (Globo News), Infomoney, Programa Sem Censura, Folha de São Paulo, Jornal O Globo, entre outros.

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: